‘Air Supply’ fazem show em São Paulo

A dupla australiana “Air Supply”, formada pelos músicos Graham Russell, 68 anos, e Russell Hitchcock, 67, realizará show no Brasil, no dia 17 de março (um sábado).

Os cantores se apresentam no Tom Brasil, na capital Paulista (Rua Bragança Paulista, nº 1281), com show programado para às 22h.

Os ingressos custam a partir de R$ 110 e podem ser adquiridos pelo site Ingresso Rápido ou diretamente na casa de eventos.

A dupla

Poucos artistas conseguiram tanto êxito no segmento pop romântico quanto o Air Supply. O duo formado na Austrália em 1975 conseguiu emplacar oito hits no Top 10 dos EUA, onde seu álbum “Greatest Hits” vendeu mais de 7 milhões de cópias. E no resto do mundo, é daí para muito mais!

O cantor, compositor e músico inglês Graham Russel e o cantor Russell Hitchcock conseguiram consolidar uma carreira que permite a eles fazer anualmente inúmeros shows pelos quatro cantos do planeta, incluindo Brasil, sempre com sucesso. E eles voltam ao nosso país em 2018 para apresentar Lost in Love Tour com um repertório repleto de canções inesquecíveis.

Tudo começou em maio de 1975, quando Graham e Hitchcock se conheceram em uma montagem australiana do famoso musical “Jesus Cristo Superstar”, de Andrew Lloyd Webber e Tim Rice. O primeiro álbum do Air Supply, autointitulado, saiu em 1976, e emplacou nas paradas locais o single “Love And Other Bruises”.

Em 1977, eles foram a banda de abertura da turnê australiana do astro do pop-rock Rod Stewart, e o cantor britânico gostou tanto deles que os convidou para acompanha-lo nos shows que faria nos EUA e Canadá, parceria que deu super certo.

Ao ouvir o quarto álbum australiano da banda, “Life Support” (1979), o consagrado produtor americano e diretor da Arista Records, Clive Davis, gostou muito de uma das músicas incluídas nele, “Lost In Love”. Tanto que resolveu convidar o duo para entrar em sua gravadora. Começava ali uma parceria milionária.

Em 1980, saía o álbum “Lost In Love”, o primeiro deles a conseguir repercussão no disputado mercado americano, atingindo o 22º posto nos charts de lá. Deste trabalho, foram extraídos três singles de muito sucesso: a faixa-título (em nova versão- nº 3 nos charts), “All Out Of Love” (nº 2) e “Every Woman In The World” (nº 5).

O som romântico e próximo do soft rock encantou o público pop. Esse namoro se consolidou com o álbum seguinte, “The One That You Love” (1981), que chegou ao nº 10 entre os LPs mais vendidos nos EUA e emplacou mais três singles certeiros por lá: a faixa-título (nº1), “Sweet Dreams” (nº 5) e “Here I Am” (nº 5).

Em 1982, veio mais um álbum de sucesso, “Now And Forever”, nº 25 nos EUA e trazendo como destaque a canção “Even The Nights Are Better” (nº 5 entre os singles).

O sucesso da dupla era tamanho que justificou o lançamento, em 1983, de “Greatest Hits”, trazendo todos seus êxitos até aquele momento e uma faixa inédita, “Making Love Out Of Nothing At All”, de autoria do premiado compositor e produtor Jim Steinman (Bonnie Tyler, Meat Loaf). E essa música chegou ao nº2 nos EUA.

Parte integrante da trilha do filme “Ghostbusters- Os Caça-Fantasmas” (1984), a balada “I Can Wait Forever” foi o carro-chefe do álbum seguinte do Air Supply, autointitulado e que chegou ao número 84 da parada ianque. “Lonely Is The Night” seria o próximo hit, lançada em 1986 no álbum “Hearts In Motion”.

Em 1987, após lançar um álbum natalino, “Christmas Album”, o duo entrou em um período de recesso que só terminaria com o lançamento, em 1991, do álbum “The Earth Is”. Em 1993, viria o premiado “Vanishing Race”, cuja faixa-título homenageava os índios norte-americanos e lamentava seu extermínio através dos tempos.

Utilizando esse repertório repleto de hits a seu favor, o Air Supply se manteve permanentemente na estrada, fazendo turnê por todo o planeta, especialmente pela Asia, onde possui seu fã-clube mais fiel. Mas não só por lá. Em 2005, por exemplo, fizeram um show em Havana, Cuba, que comportou 175 mil pessoas.

Em 2005, lançaram o DVD “It Was 30 Years Ago Today”, comemorando seus então 30 anos de carreira. O CD acústico “The Singer And The Song” (2006) e o álbum de estúdio “Mumbo Jumbo” (2010) são outros momentos bacanas dos anos mais recentes.

A potente voz de Russell Hitchcock, o talento como vocalista, compositor e músico de Graham Russel e suas bandas de apoio sempre compostas por músicos talentosos são sempre a garantia de shows encantadores para aqueles que acreditam no amor como expressão. Para o Air Supply, isso é fato e está certo.